7 Psicólogos do trabalho - Psicologia do Trabalho

Olá pessoal hoje o demonstre traz uma lista de 7 Psicólogos do trabalho, onde mostra a sua biografia, teorias e outras informações. Para ajudar no conhecimentos diversos sobre filosofia e sociologia.

7 Psicólogos do trabalho

Os psicólogos do trabalho estudam as formas e conceitos como as pessoas trabalham tentando mudar o cotidiano das pessoas no ambiente de trabalho, para que seja possível deixar esse ambiente muito mais agradável.

Esses psicólogos uns já morreram outros ainda estão vivos e continuam estudando ao favor de esclarecer as teorias referentes ao trabalho.

Mihaly Csikszentmuhalyi – Psicólogo

Ele é o autor de muitos livros e mais de 120 artigos ou capítulos de livros. Martin Seligman, ex-presidente da American Psychological Association, descreveu Csikszentmihalyi como o principal pesquisador em psicologia positiva do mundo.

É um psicólogo húngaro. Ele criou o conceito psicológico de fluxo, um estado mental altamente focado. Ele é o Professor de Psicologia e Gestão da Claremont Graduate University. Ele é o ex-chefe do departamento de psicologia da Universidade de Chicago e do departamento de sociologia e antropologia em Lake Forest College.

Mihaly Csikszentmuhalyi teoria

Csikszentmihalyi é famoso por seu trabalho no estudo da felicidade e criatividade, mas é mais conhecido como o arquiteto da noção de flow e por seus anos pesquisando e escrevendo sobre o tópico.

Vídeo Mihaly Csikszentmuhalyi:

Robert Sternberg – Psicólogo

Foi professor de psicologia na Yale University e presidente da American Psychological Association. É o autor da Teoria Triárquica da Inteligência.É membro dos quadros editoriais de numerosos periódicos, incluindo American Psychologist. Sternberg graduou-se pela Yale University e possui um Ph.D. da Stanford University. Possui nove títulos de doutor honoris causa, sendo um de uma universidade sul-americana e oito de universidades européias, e adicionalmente é professor honorário da Universidade de Heidelberg na Alemanha.

É um psicólogo e psicometrista estadunidense, deão de Artes e Ciências da Tufts University, Nasceu em 1949, tem obras como Intelligence, information processing,and analogical reasoning: The componential analysis of human abilities.Hillsdale, NJ: Erlbaum. Sternberg, R. J. (1985): Beyond IQ: A triarchic theory of human intelligence. New York: Cambridge University Press. Sternberg, R. J. (1990): Metaphors of mind: Conceptions of the nature of intelligence. New York: Cambridge University Press.

Robert Sternberg – Teoria Triárquica da Inteligência

Possui três aspectos: o mundo interior da pessoa, a experiência e o mundo exterior. A inteligência relaciona-se com o mundo interno ao enfatizar o processamento da informação através de três tipos de componentes. Em primeiro lugar, estão os metacomponentes, processos executivos de ordem superior (ex: metacognição) usados para planejar, monitorar e avaliar a solução de problemas. Em segundo lugar, estão os componentes de desempenho usados para implementar os comandos dos metacomponentes por meio dos processos de ordem inferior. E, em terceiro, os componentes de aquisição de conhecimento em que os processos são usados para aprender como resolver problemas. Na prática, esses componentes não funcionam isolados, eles são interdependentes. A inteligência está relacionada com a experiência quando vai de uma tarefa completamente nova, com a qual não tem qualquer experiência prévia, até uma tarefa completamente conhecida, com a qual possui vasta experiência. Para a teoria triárquica, tarefas relativamente novas demandam mais da inteligência de uma pessoa, assim como uma tarefa completamente desconhecida pode demandar ao ponto de sobrecarregar uma pessoa.

Vídeo Robert Sternberg:

William James – Psicólogo

Um filósofo e psicólogo americano e o primeiro intelectual a oferecer um curso de psicologia nos Estados Unidos. James foi um dos principais pensadores do final do século XIX e é considerado por muitos como um dos filósofos mais influentes da história dos Estados Unidos enquanto outros o rotularam de “pai da psicologia americana”.

Foi um Psicologo, Viveu durante 68 anos, teve obras como Princípios de Psicologia, Variedades da Experiência Religiosa, Pragmatismo, Emoção, comtribuiu com uma ampla gama de escritores e acadêmicos proeminentes ao longo de sua vida.

William James – Psicologia experimental

É o comportamento observável, a fim de testar modelos e teorias matemáticas sobre diversos aspectos do mesmo: prestar atenção, perceber, recordar, aprender, decidir, reagir emocionalmente e interagir.

Vídeo salmo William James:

Albert Bandura – Psicólogo

É um psicólogo canadense, professor de psicologia social da Universidade de Stanford. Fez contribuições no campo da psicologia social, cognitiva, psicoterapia e pedagogia. Em 1968, aos 43 anos, foi o presidente mais jovem eleito para a Associação Americana de Psicologia (APA). É um dos dez psicólogos vivos mais citados do mundo.

Um psicólogo, que nasceu em 1925, recebeu títulos honorários por suas contribuições de 16 distintas universidades.

Albert Bandura teoria – Aprendizado social

A fase inicial da pesquisa de Bandura analisou os fundamentos da aprendizagem de crianças e adultos, particularmente em imitar o comportamento observado em outros, em particular, comportamentos agressivos

Albert Bandura teoria – Determinismo recíproco

Defende que há uma relação simultânea, dialética e recíproca entre os efeitos que o ambiente, pessoa-modelo e indivíduos. Em outras palavras, conforme o ambiente determina o comportamento do indivíduo e do modelo, o indivíduo determina o comportamento ambiente e do modelo e o modelo determina o comportamento do ambiente e do indivíduo.

Vídeo Albert Bandura:

John B. Watson – Psicólogo

John B. Watson foi um psicólogo estadunidense,considerado o fundador do behaviorismo. Frequentou o curso de Filosofia, mas desiludido com a orientação,mudou para Psicologia. Para suportar as suas despesas pessoais, aceitou como trabalho a limpeza dos gabinetes da Universidade, bem como a vigilância dos ratos brancos dos laboratórios de Neurologia.Doutorou-se depois em Neuropsicologia,defendendo uma tese sobre a relação entre o comportamento dos ratos de laboratório e o sistema nervoso central.

Nasceu em Nova York, viveu por 80 anos, teve como obras tudo voltadas para o Behaviorismo, e contribuiu bastante para o comportamentalismo.

John B. Watson teoria do Comportamentalismo

É a teoria e método de investigação psicológica que procura examinar do modo mais objetivo o comportamento humano e dos animais, com ênfase nos fatos objetivos (estímulos e reações), sem fazer recurso à introspecção, segundo o dicionário Houaiss, ou seja, como próprio nome já diz, tem como objeto de estudo o comportamento, que é caracterizado pela resposta dada a estímulos externos, e segundo Watson, “seu objetivo teórico é prever e controlar o comportamento”

Vídeo sobre John B. Watson:

Munsterberg – Psicólogo

Considerado o pai espiritual de muitas das correntes da teoria do cinema. Deu ênfase em um espectador ativo, que preencha as lacunas do cinema por meio de investimentos intelectuais e emocionais, antecipando assim, posteriores teorias da espectatorialidade. Antecipou a “teoria da recepção” quando explorou o entendimento de que os filmes produzem eventos mentais, não estão apenas nacelulóide mas na mente daquele que a utiliza.

Um psicologo que estabeleceu as bases e justificativas da psicologia industrial na administração científica, viveu ppor 53 anos, suas obras foram 1889-1892 Beiträge zur experimentellen Psychologie (4 volumes) 1899 Psychology and Life 1900 Grundzüge der Psychologie 1901 American Traits from the Point of View of a German 1904 Die Amerikaner 1906 Science and Idealism 1908 Philosophie der Werte 1908 Aus Deutsch-Amerika 1908 Psychology and Crime 1908 On the Witness Stand’ 1916 The Photoplay.

Munsterberg Teoria do Cinema

Deu ênfase em um espectador ativo, que preencha as lacunas do cinema por meio de investimentos intelectuais e emocionais, antecipando assim, posteriores teorias da espectatorialidade.

Munsterberg Teoria da Recepção

Uma teoria de análise do fato artístico ou cultural que enfoca sua análise no receptor. Dentro dos estudos literários se origina no trabalho de Hans Robert Jauss nos anos 1960 e se desenvolve nas décadas seguintes na Alemanha e nos Estados Unidos (Fortier 132) se inserindo em vários campos de estudo.

Vídeo sobre Hugo Munsterberg:

Frederick Taylor  – Psicólogo

Frederick Taylor vem de uma rica família quaker de Germantown descendente de Samuel Taylor, que estabeleceu-se em Burlington, New Jersey, em 1677. Franklin Taylor, pai de Frederick, foi advogado educado em Princeton, e construiu sua riqueza com hipotecas. De 1890 até 1893, Taylor trabalhou como gerente geral e um engenheiro consultor em gestão para a Investment Manufacturing Company, da Filadélfia, que operava grandes fábricas de papel no Maine e em Wisconsin. Ele passou um tempo como gerente de fábrica no Maine. Em 1893, Taylor abriu uma consultoria independente, na Filadélfia. Em seu cartão de visitas, lia-se “especialista em sistematizar gestão de fábricas e custos de fabricação”. Em 1898, Taylor entrou na Bethlehem Steel, onde desenvolveu o aço de alta velocidade, junto com Maunsel White e uma equipe de assistentes.

Foi um engenheiro mecânico estadunidense. Técnico em mecânica e operário, formou-se engenheiro mecânico estudando à noite. Escreveu o livro “Os Princípios da Administração Científica”, publicado em 1911, contribuiu para a eficiência e eficácia operacional na administração industrial.

Frederick Taylor – Teoria de administração e a Relação com a ASMe

Taylor foi presidente da Sociedade dos Engenheiros Mecânicos dos Estados Unidos (ASME) entre 1906 e 1907 e tentou implementar o seu sistema na gestão da ASME, mas recebeu muita resistência. Ele só conseguiu reorganizar o departamento de publicações e, mesmo assim, apenas parcialmente. Ele também substituiu o secretário de longa data da ASME, Morris L. Cooke, por Calvin W. Rice. Sua presidência foi marcada por problemas e pelo início de um período de divergências internas dentro da ASME durante a Era Progressista.

Vídeo sobre Frederick Taylor:

FIM

Pessoal chegamos ao fim de mais uma lista de Psicólogos com suas teorias e ensinamentos, e hoje trouxemos 10 Psicólogos do trabalho. Se você gostou compartilhe nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.